Loading color scheme

Acolhimento e as consequências da Covid-19

Notícias

No dia 18 de outubro, as equipes técnicas do Abrigo João Paulo II, na sede da instituição em Porto Alegre, realizaram um momento de formação sobre as consequências da Covid-19 nas práticas do acolhimento institucional. 

O encontro foi realizado pelas coordenadoras Jade Martins, Lenara Vaz, Suzana Pellegrini, Maria Aparecida de Jesus e Juliana Gonçalves. Deram início a formação apresentando a modalidade casa-lar. Após, debateram a respeito das consequências da Covid-19 nas práticas do acolhimento institucional, tendo como objetivo expor as mudanças realizadas neste novo contexto atual de pandemia.

Realizou-se uma atividade com as equipes a fim de refletir sobre os desafios percebidos no cotidiano, assim como, os novos métodos que surgiram com a pandemia.

Dentre as maiores dificuldades mencionadas pelas equipes estão: as aulas, visitas presenciais a familiares, os trabalhos no Programa Jovem Aprendiz, os contraturnos e as saídas dos acolhidos. Além da dificuldade com o ensino das crianças fora do ambiente escolar, a saúde mental de acolhidos e educadores residentes, a fragilidade tecnológica e ausência de recursos, o acúmulo de funções, entre outros.

Por outro lado, novos métodos surgiram para facilitar o fazer profissional, e vieram para ficar, como: reuniões on-line, atendimento híbrido, troca de vídeos e fotos nos processos de adoção, utilização das tecnologias, digitalização dos processos (Sistema EPROC) e cuidados sanitários.

A formação possibilitou trocas de conhecimentos e vivências, onde as equipes dividiram sentimentos, bem como aprimoraram o trabalho técnico. Ademais, foi de suma importância problematizar sobre os desafios e resoluções das demandas geradas nesse período tão atípico no contexto mundial.